fbpx
EconomiaMinas GeraisRegião

Sudene: Mais de R$ 270 milhões em Minas no primeiro trimestre

Enquanto Caratinga chora a perda de benefícios por estar fora da área de atuação da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) os municípios mineiros abrangidos por ela colhem os frutos desta situação.
O Banco do Nordeste investiu R$ 271,1 milhões nos municípios de Minas sob a jurisdição da Sudene nos primeiros três meses deste ano. Esse valor está distribuído em 15,3 mil operações.

A maior parte dos recursos investidos é proveniente do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), operado exclusivamente pelo Banco do Nordeste, em um montante de R$ 263,3 milhões distribuídos em 14,1 mil contratos.

Agricultura familiar
Entre todo o investimento destinado a empreendedores mineiros, merecem destaque os recursos voltados aos agricultores familiares.

O total do investimento realizado em municípios mineiros neste setor, no primeiro trimestre deste ano, soma R$ 94,6 milhões, valor 30,4% superior ao que foi registrado no primeiro trimestre de 2021. O montante está dividido em 13,6 mil contratos.

Como informa o Banco do Nordeste, as operações com recursos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), de valores acima de R$ 20 mil, perfazem um total de R$ 10 milhões e apresentam um crescimento de 203,1% em relação a março do ano passado.

O programa de microcrédito rural orientado Agroamigo, cuja metodologia inclui, além do recurso financeiro, acompanhamento e orientações por agentes de microcrédito, contratou, no estado, R$ 84,7 milhões, acréscimo de 22,3% em relação ao mesmo período de 2021. O investimento foi distribuído entre mais de 13,3 mil operações de até R$ 20 mil.

As micro e pequenas empresas dos municípios mineiros abrangidos pela Sudene, também consideradas prioritárias para o Banco do Nordeste, receberam recursos de R$ 35,7 milhões nos três primeiros meses de 2022, resultando em 376 operações contratadas.

Conforme esclarece o superintendente estadual do Banco do Nordeste para Minas Gerais e Espírito Santo, Wesley Maciel, a instituição dedica especial atenção aos menores empreendimentos, contudo, está devidamente preparada para receber e apoiar projetos de todos os portes e setores da economia.

Vale lembrar que o Banco do Nordeste atua na área da Sudene, alcançando 249 municípios mineiros do Norte do estado, parte do Noroeste e Vales do Jequitinhonha, do Mucuri e do Rio Doce. Atualmente o Banco mantém 19 agências em Minas Gerais, estando prevista a instalação de outras cinco agências no Estado, uma das quais do município de Inhapim.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo