fbpx
EsporteMinas Gerais

Atlético busca por treinador e reforço

Em meio à pandemia de COVID-19 e as severas alterações no calendário do futebol nacional, a temporada 2021 do Atlético, enfim, começou. Após um 2020 que, em campo, começou caótico e terminou com a esperança de uma próxima temporada melhor, o clube agora pensa exclusivamente neste novo ano.

E os desafios alvinegros começam numa instância importante do comando da equipe: a escolha pelo treinador. Sem Jorge Sampaoli – que assumiu o Olympique de Marseille, da França -, o clube trabalha com algumas possibilidades de substituto. A maior delas é Renato Gaúcho, do Grêmio.

O diretor de futebol Rodrigo Caetano já entrou em contato com representantes do treinador, que tem contrato com o clube gaúcho até 7 de março, data da partida de volta da final da Copa do Brasil, contra o Palmeiras. A princípio, o Atlético não vê como problema ter que esperar Renato.

Até porque o principal foco do Atlético no primeiro semestre é a fase de grupos da Copa Libertadores, que se inicia na segunda quinzena de abril. Internamente, há um entendimento de que Renato teria tempo suficiente de trabalho para ter um time competitivo até lá, se efetivamente aceitar o convite alvinegro.

Antes de pensar na Libertadores, porém, o Atlético tem compromissos pelo Campeonato Mineiro – menor das prioridades nesta temporada de altos investimentos e grandes ambições. No início da competição, o elenco alvinegro será formado por uma mescla entre jovens formados na base e os jogadores mais descansados do grupo profissional.

Visando à Libertadores, a diretoria resolveu dar um período de descanso aos jogadores mais utilizados ao longo da temporada 2020. Com isso, 14 atletas se reapresentam na Cidade do Galo só em março: o goleiro Everson, o lateral-direito Guga, os zagueiros Réver e Júnior Alonso, o lateral-esquerdo Guilherme Arana, os volantes Allan, Jair e Allan Franco, os meias Hyoran e Nathan, além dos atacantes Eduardo Vargas, Eduardo Sasha, Keno e Savarino.

A estreia na competição estadual será já neste domingo, apenas três dias depois do término do Brasileirão de 2020 – em que o Galo ficou na terceira posição. No Mineirão, a equipe alvinegra recebe a URT, a partir das 18h15.

Mercado
lém da busca por um treinador, o Atlético segue no mercado à procura de reforços. O alto investimento da temporada 2020 continua em 2021. Desde o ano passado, foram gastos mais de R$ 200 milhões em contratações. As últimas aquisições foram o lateral-esquerdo Dodô, o meia Nacho Fernández e o atacante Hulk.

E não vai parar por aí. A diretoria alvinegra ainda trabalha para reforçar, prioritariamente, o sistema defensivo. Está na pauta a contratação de um zagueiro e de um volante, pelo menos. Tudo para, em 2021, chegar aos sonhados títulos. (Superesportes)

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo