fbpx
CulturaRegião

Jovem conta a história de amor e fé vivenciada após o início de uma amizade virtual

O amor e a fé preencheram as páginas do livro “Ainda é possível amar”, de Isabela Costa. A estudante de fisioterapia conheceu o Bernardo, nome dado por ela ao amigo, nas redes sociais e se comoveu com a história de vida do jovem que estava doente e sem muitas esperanças de cura. Motivada pela história de Santa Terezinha, Isabela fez uma promessa de ofertar 101 rosas em agradecimento da cura do novo amigo. Como símbolo do pedido, a estudante deixou uma rosa em sua casa com a foto do “Bernardo” que, no momento, estava internado para o tratamento da doença. “Eu senti que precisava ajuda-lo de alguma forma e escolhi a oração. A rosa ficou intacta durante todo o tratamento e só se desfez quando ele saiu do hospital. Tenho a pétala que sobrou da rosa até hoje guardada”, conta a escritora.

Isabela estava emocionada com a recuperação do amigo e resolveu escrever a história para que mais pessoas conhecessem a experiência de fé e amor que os dois viveram. “O livro teve uma repercussão que eu não esperava, no início era apenas uma forma de demonstrar meus sentimentos”, explica a estudante. Foram três meses dedicados a escrever e reescrever a história, revivendo as emoções e aprendizados que a história de cura do Bernardo trouxe para a vida da jovem. Ela conta que sentia muito medo de perder o amigo, mas a rosa intacta alimentava a esperança de que ele seria curado. “Aprendi muito sobre o amor, o carinho. Aprendi também a confiar mais em Deus, minha relação com ele melhorou muito depois de viver esse milagre”, reforça Isabela.

Após terminar de escrever a história, uma amiga pediu para ler, o “Bernardo”, em seguida familiares e vizinhos foram em busca do primeiro patrocínio para a publicação da história. A repercussão do livro surpreendeu a estudante que desejava, apenas, demonstrar os sentimentos e contar a experiência de fé vivida. “Sempre quis que a história dele fosse apresentada para mais pessoas. Para que pudessem ajuda-las a passar por momentos difíceis que às vezes vivemos. Deus sempre está conosco e no controle de tudo”, conclui.

Após o resultado positivo da publicação, Isabela já está programando a continuação da história e outras que já estão se formando no imaginário da estudante de fisioterapia. “Sempre gostei de escrever textos de ler. Essa minha primeira obra abriu a oportunidade para pensar também na jornada como escritora. Para conhecer a história de Sofia e Bernardo, entre em contato pelo telefone (33) 98825-7612 e adquira o livro “Ainda é possível amar”. O exemplar também estará nas livrarias em breve.

Isabela e o prefeito de Pingo D’Água, Luiz Paulo, no dia da oficialização do patrocínio do livro
Isabela com os pais
A escritora com as apoiadoras do projeto: a vereadora, Samyra Reis Martins Figueiredo, e a secretaria de cultura do município, Eliana de Souza.

Opinião de quem já leu o livro
“Eu fiquei encantado com o quão simples e romântico é o livro. O recomendaria a qualquer um que tivesse gosto e apreço por um romance ou drama. Acho que a parte mais decepcionante é o final, porque o livro acaba… é curto, mas é bom”, Jeanderson Paiva, leitor.

Jeanderson Paiva

“Eu achei o livro lindo e a história de fé e superação do Bernardo é maravilhosa. No começo, a vida parecia não ter sentido algum para ele, até que Sofia entra de forma surpreendente mostra que a fé e o amor ainda existem e que nada pode ser definido por aqueles momentos de tristeza. Sem contar que, o amor que Sofia sente por Santa Terezinha, é capaz de mudar tudo e graças a ela o Bernardo ficou curado. É um livro que realmente conta o que aconteceu na realidade. Sofia ama muito Bernardo, muito mais além de que se pode imaginar. A Isabela soube escrever tudo do jeitinho que aconteceu, deixando a obra ainda mais especial! ”, Vitoria Custódio, leitora.

Vitória Custódio

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo