fbpx
CaratingaSaúde

Paciente que teve quase 90% do corpo queimado recebe alta do Hospital Irmã Denise

Uma grande explosão deixou Edmílson Lopes Martins, de 40 anos com queimaduras de 1° e 2° grau em quase 90% do corpo. Após 24 dias, ele já recebeu alta do Hospital Irmã Denise, completamente recuperado. A unidade especializada no tratamento de queimados vem fazendo a diferença na vida de muitos pacientes. Edmílson contou como o acidente aconteceu. “Durante um churrasco, resolvi completar o álcool pra acender a churrasqueira e não vi que a chama quando despejei um galão de 5 litros de etanol e tudo explodiu”.

Todo tratamento e recuperação de Edmílson contou com o acompanhamento de uma equipe multidisciplinar e comprometida com o bem-estar dos pacientes e seus familiares. O enfermeiro e coordenador de UTI, Thales de Oliveira destacou o estado grave de Edmílson quando deu entrada no hospital. “Ele chegou em estado gravíssimo com queimaduras extensas pelo corpo e comprometimento da parte respiratória. Mobilizamos toda a multidisciplinar, cirurgião plástico e fizemos todos os procedimentos possíveis para sua rápida recuperação”.

A definição de um paciente como grande queimado, segundo o CFM (Conselho Federal de Medicina), envolve uma série de combinações entre idade, porcentagem e região atingida do corpo, natureza e grau da queimadura, além de existência de lesões específicas adicionais. Menores de 12 anos, por exemplo, são considerados grandes queimados se tiverem queimaduras de segundo grau em mais de 15% do corpo ou de terceiro grau em mais de 5%%. Vítimas de queimaduras de origem elétrica são consideradas grandes queimados automaticamente.

Segundo a coordenadora de enfermagem do Hospital Irmã Denise, Vaneusa Gomes, o reconhecimento e carinho dos pacientes é algo que não tem preço. “É um reconhecimento pra toda equipe, pois, o trabalho é multidisciplinar. Isso mostra que estamos fazendo a diferença na vida das pessoas. O Hospital Irmã Denise acredita nas diretrizes do SUS, (Sistema único de Saúde), o tratamento dos chamados grandes queimados é todo gratuito. Esse reconhecimento do Edmílson e sua família é algo que não tem preço”.

Antes, os pacientes com queimaduras graves eram transferidos para o Hospital João XXIII em Belo Horizonte. O médico e coordenador das UTIs, dr Argenil de Oliveira falou do credenciamento concedido ao Hospital Irmã Denise para a realização dos atendimentos destes casos. “Historicamente o Hospital João XXIII centralizava os cuidados dos pacientes chamados grandes queimado. Há mais de um ano, o Hospital Irmã Denise foi credenciado e realiza esse tipo de atendimento que abrange a micro e macro região de Caratinga e desde então obtivemos uma excelente resposta em todos os procedimentos”.

Além de Edmílson, outras quatro pessoas ficaram feridas na explosão, inclusive o filho dele, Erick Martins de apenas oito anos que também ficou internado no Hospital Irmã Denise e se recuperou há alguns dias. Glaciane, esposa de Edmílson falou dos momentos vividos na unidade hospitalar e de sua gratidão por toda equipe.

Hospital Irmã Denise oferece à população uma unidade especializada no tratamento de queimados que vem fazendo a diferença na vida de muitos pacientes

“Não tenho palavras para agradecer toda a equipe, fomos muito bem recebidos por excelentes profissionais. Por um momento fiquei atordoada com a internação dos dois e nós três recebemos apoio psicológico. Agradeço a todos que fizeram parte dessa nossa jornada, jamais nos esqueceremos de todo cuidado e carinho recebidos aqui. Vamos retribuir pedindo orações pra cada um”.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo