fbpx
Brasil

Greve de caminhoneiros não está afetando o trânsito pelo País

Segundo informações do Ministério da Infraestrutura e da Polícia Rodoviária Federal (PRF), até às 09 horas desta segunda-feira, 1º, todas as rodovias federais ou sob gestão do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), permaneciam com fluxo normal de veículos, não sendo registrado nenhum ponto de retenção total ou parcial das estradas.

Era esperada, para hoje, uma greve convocada por lideranças dos caminhoneiros autônomos e transportadores de carga, tendo como principal reinvindicação a redução de cobranças do PIS/Confins sobre o óleo diesel, entre outras pautas.

Em São Paulo, um trecho da Rodovia Castello-Branco, administrada pela CCR ViaOeste, registrou uma leve paralisação na altura do quilômetro 30, em Barueri, no sentido capital às 6h, em que duas faixas da rodovia foram fechadas. Cerca de 40 minutos depois os manifestantes iniciaram uma caminhada até o quilômetro 19 — onde fica uma base da Petrobras, em Osasco.

Foram verificadas algumas paralisações pontuais em determinadas rodovias, mas, de curtíssima duração, sem bloqueio total das pistas, que se dissiparam pouco depois.

Ocorreu uma tentativa de manifestação nas regiões de Seropédica, Campos dos Goytacazes e Barra Mansa, no Estado do rio de Janeiro, mas, nenhuma delas se concretizou.

O Ministério Infraestrutura informou, ainda, que, desde 2019, há uma agenda permanente de diálogo com as principais entidades representativas da categoria, por meio do Fórum do Transporte Rodoviário de Cargas (TRC), e reuniões constantes com lideranças da categoria, voltados à formulação das políticas públicas para o setor. O Governo Federal segue discutindo com os representantes dos caminhoneiros em busca de um acordo para se evitarem paralisações.

Foto: DOUGLAS MAGNO/O TEMPO/ESTADÃO CONTEÚDO

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo