fbpx
BrasilEsporteMundo

Brasil atropela Coréia e encara a Croácia nas quartas de final da Copa

Com um primeiro tempo espetacular, o Brasil goleou a Coreia do Sul, por 4 a 0, nesta segunda-feira,05, em jogo válido pelas oitavas de final da Copa. Com o resultado, a seleção canarinha vai enfrentar a Croácia na sexta-feira, às 12h (de Brasília), no estádio Cidade da Educação.

Simplesmente Avassalador! A Seleção Brasileira não tomou conhecimento da Coreia do Sul e aplicou uma sonora goleada, ainda no primeiro tempo. Aos 7 minutos, após pressão no campo de ataque, Raphinha cruzou na medida para Vini Jr., com extrema categoria, bater no esquerdo, deslocando o goleiro coreano. O gol fez de Vini o jogador mais jovem a marcar um gol no mata-mata da Copa do Mundo desde Ronaldinho, em 2002.

Seis minutos depois, Richarlison antecipou a marcação e foi derrubado na grande área. O juiz Ismail Elfath nem precisou consultar o VAR para assinalar a penalidade máxima. Neymar foi para a cobrança, com a tradicional corridinha lenta, e bateu no canto esquerdo de Kim Seung-Gyu que, de joelhos, viu a bola entrar no fundo do gol.

De acordo com as contas oficiais da FIFA, esse foi o gol de número 76 do craque, com a camisa da seleção brasileira. Com isso, ele está apenas a um gol de igualar a marca do Rei Pelé, na Seleção.

E não parou por aí. Aos 29 minutos teve dancinha do Pombo. Após tabela rápida, Thiago Silva tocou, entre os marcadores, para Richarlison, da grande área, chutar no canto esquerdo do goleiro, fazendo 3 a 0. Na comemoração, o atacante foi ao banco de reservas e colocou até o técnico Tite na roda para fazer a tradicional “dança do Pombo”.
O passeio continuou e aos 35 minutos foi a vez de Vini Jr. virar garçom e servir Paquetá que, de primeira, fuzilou para o fundo das redes, fazendo o quarto do Brasil no jogo. Os quatro gols nessa primeira etapa já superaram a marca ruim quando da seleção na competição. Na fase de Grupos foram 53 finalizações para fazer apenas 3 gols.

No segundo tempo, com o placar garantido, o time brasileiro relaxou em campo e as oportunidades criadas não tiveram as mesmas conclusões. Enquanto isso, a Coreia tentava, pelo menos, diminuir o placar. Conseguiram aos 30 minutos com Paik Seung-Ho.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo