fbpx
BrasilSaúde

Anvisa proíbe venda e fabricação de dois emagrecedores pela internet

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu, nesta quinta-feira,07, a venda, distribuição, fabricação e propaganda dos emagrecedores Lipotramina e Lipozepina. Conforme o órgão, os produtos eram vendidos irregularmente como emagrecedores principalmente na internet.

Segundo a Anvisa, o recolhimento das cápsulas também foi determinado. A medida foi publicada na resolução nº 2.167, em 30 de junho. Os produtos, de acordo com a agência, são fabricados pela Guki Nutracêutica Ltda.

A Anvisa já havia proibido, desde abril de 2022, todos os produtos fabricados pela empresa Guki Nutracêutica por não cumprimento de Boas Práticas de Fabricação. “Porém, devido à continuidade da propaganda irregular dos produtos, que não têm aprovação da Anvisa para alegar a função de emagrecimento, foi necessário publicar agora a proibição e o recolhimento específico para esses dois produtos”, argumentou o órgão sanitário.

Outro ponto ressaltado pela Anvisa é que produtos com indicação terapêutica, para tratamento, prevenção e cura de doenças ou problemas de saúde, precisam ser registrados no órgão como medicamentos. Neste sentido, a Anvisa informou que não aprovou nenhuma alegação de emagrecimento para suplementos alimentares. “Qualquer propaganda que veicule esse tipo de alegação é irregular. Desconfie de produtos com promessas milagrosas. Leia as informações no rótulo do produto e somente use medicamentos com prescrição de um profissional habilitado”, acrescenta. ( O Tempo)

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo